Posted on Updated on

(…) um sorriso fácil, que lhe fazia
crer que sorrir era a coisa mais fácil do mundo. (…)
…ela sorria com todo o corpo, com o coração e com os olhos. (…)
…estes sorriam com o que viam. E era isso, isso que só ela
via que a fazia sorrir sem nenhuma razão e por todas as razões do mundo.
(…)
— Eu quero uma explosão de cor, um casamento cheio de vida… e quero vestir a cor da magia…
— É por isso que os teus olhos veem tão mais do que todos os outros…
— E tu, amor…? Diz-me a cor dos teus sonhos…
(Ana Isabel Isidoro, 2014)

148849_455518457824190_2050092108_n

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s