Aside Posted on Updated on

“Bianca precipitou-se nesse oceano incomensurável, sentiu em si o poder eminente da liberdade, um equilíbrio entre si mesma e os outros, entre aquilo que era e o que desejava ser, sentiu-se presente em si, em paz, feliz. Mergulhou nas águas da sua essência e, de seguida, num único impulso, irrompeu à superfície, num salto, num voo em que voltou a tocar a imensidão do céu. As lágrimas escorreram-lhe pela face, fundindo-se com as lágrimas do mar que lhe percorriam todo o corpo e que, por sua vez, incorporavam as lágrimas da chuva. Todas as lágrimas da natureza se uniam em Bianca e por Bianca, penetravam bem fundo na sua pele, até à mais ínfima profundeza do seu ser, um oceano ainda maior do que o que a rodeava.” (Ana Isabel Isidoro, 2014)

Image

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s